Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007

A FESTA DA BEATA ALEXANDRINA NA IMPRENSA DA PÓVOA DE VARZIM

Por festa da Beata Alexandrina entendam-se os quatro eventos dos dias 13 e 14 de Outubro: a festa litúrgica propriamente dita, a vinda das irmãs da Toca de Assis, a deposição dos restos mortais do P.e Mariano Pinho no cemitério de Balasar e a apresentação do livro Até aos Confins do Mundo. Ou no Póvoa Semanário ou em O Comércio da Póvoa de Varzim, todos estes temas foram tratados na edição desta semana.

O Comércio da Póvoa de Varzim dedicou-lhes as páginas 6 e 7. Na página 6 aborda quase unicamente a vinda dos restos mortais do P.e Mariano Pinho, sob o título de «O “paizinho” de Alexandrina pode ser alvo de beatificação», com uma notícia biográfica, a que não falta uma pequena fotografia, e uma breve entrevista ao Pároco de Balasar. Fica ainda algum espaço para o «Novo livro de José Ferreira». Na página 7 uma grande fotografia com as irmãs vindas para Balasar ilustra uma extensa entrevista à guardiã; o título declara que «Fraternidade brasileira tem a Beata Alexandrina como patrono»; ao fundo da página vêm ainda alguma informação sobre a Toca de Assis, recolhida no site respectivo, bem como umas palavras do P.e Granja.

O Póvoa Semanário encheu quase toda a sua página 10 com uma entrevista ao José Ferreira sobre a sua nova obra; «Da Póvoa para o mundo» foi a expressão escolhida para a encimar. É um trabalho muito informativo, a que não falta a fotografia daquele autor com um exemplar do livro na mão. Na página seguinte, sob o título de «Balasar acolhe comunidade religiosa», é tratado também o tema das Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento. A jornalista ouviu quer o P.e Roberto Lettieri quer a irmã Agnes Angélica e dedicou ainda alguns parágrafos à festa da Beata Alexandrina propriamente dita. Ilustram a reportagem duas grandes fotografias: numa delas vê-se o interior da Igreja de Balasar no momento da celebração da Missa e na outra o P.e Roberto Lettieri estreita no mesmo abraço o pároco de Balasar e a irmã Agnes Angélica.

É de salientar que qualquer destes trabalhos jornalísticos se apresenta com bastante ou até muita qualidade.

Publicado por Alexandrina de Balasar às 14:29

link da mensagem | Comentar | Adicionar aos favoritos
1 comentário:
De Nova Evangelização C. a 24 de Outubro de 2007 às 02:01
Caro Amigo José Ferreira

Recebi ontem mesmo o seu livro "Até aos confins do Mundo", que muito gostei e apreciei deveras.
Muito obrigado por tão preciosa e generosa oferta. Bem-haja!

Que Deus e a Beata Alexandrina o recompensem por ter escrito um livro tão valioso, não só divulgando mais ainda a Vida e Obra da Beata Alexandrina, como ainda levando outros a serem edificados por tão esplêndidos exemplos de santideade e heroicidade!

Assim, vale a pena ser escritor, além de professor.
Sobretudo assim, pelo que seria óptimo se outros professores e historiadores imitassem o José Ferreira.
Mas, infelizmente, há tanta laicidade, e até mesmo muito laicismo em Portugal, que até já nem mereceremos ser considerados Terra de Santa Maria...

Precisamos de mais santos como a Alexandrina de Balasar, mas lamentavelmente não aparecem, muito embora alguns já estejam na calha há tantos anos, como por exemplo:
O "santo" Padre Cruz, o Arcebispo de Évora D. Manuel M. Conceição Santos, o Padre Américo (fundador da Casa do Gaiato), a Maria da Conceição P. Rocha,(mais conhecida por Sãozinha), a Sílvia Cardoso, o Dom Fernando (Infante Santo), etc./etc...
Como vê, candidatos não faltam, o que falta são, a meu ver, bons postuladores, como foi o dos Pastorinhos de Fátima (Padre Kondor) e o Padre Humbero M. Pasquale (em relação à Beata Alexandrina), etc...
Até nisso somos um país subdesenvolvido!

E agora o Venerando (ainda não Venerável) Padre Mariano Pinho, sobre o qual, quanto eu saiba, não há meio de iniciar-se o procecesso preliminar, não obstante Jesus ter prometido a sua glorificação na Terra, como modelo de Sacerdote e Director Espiritual...
Pergunto: Não chega a Promessa de Jesus e a Fiança da Beata Alexandrian?
Não chega, sequer, ele ter sido considerado em vida um Sacerdote já bastante santo, inclusivamente pelo Cardeal D. Maneuel Cerejeira?

E pronto, José Ferreira, por agora é tudo.
Aceite os meus melhores e respeitosos cumprimentos, de fraternidade, reconhecimento e amizade.
José Luís Silva (Mariano no blogue)

P.S.: Poderei adaptar, oportunamente, um ou outro texto do seu livro ao blogue?
O seu nome já consta de novo no blogue, pois o António Maria desistiu por motivos particlares (que justificou).
Quando quiser, se quiser, poderá escrever lá o que bem entender, desde que tenha a ver, directa ou indirectamente, com Evangelização ou Catolicismo.
O nome de utente é o meu endereço, já por si conhecido. A senha é a mesma de antigamente.
Se tiver alguma dúvida, diga por favor.

Comentar este texto

- Pesquisar neste blog

 

- Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
19
21
22
23
24
26
27
28

- Mensagens recentes

- A ICONOGRAFIA DE CRISTO N...

- TRADUÇÃO PARA CHECO

- MAIS VÍTIMAS DA REPÚBLICA...

- RECENSÃO SOBRE O OPÚSCULO...

- A EDIÇÃO AMERICANA DO OPÚ...

- VÍTIMAS DA REPÚBLICA NA P...

- ICONOGRAFIA DE CRISTO

- OS PAÍSES QUE ESTÃO NO TO...

- O PÁROCO DA ALEXANDRINA N...

- RESPEITO DA ALEXANDRINA P...

- Arquivos

- Fevereiro 2010

- Janeiro 2010

- Dezembro 2009

- Novembro 2009

- Outubro 2009

- Setembro 2009

- Agosto 2009

- Julho 2009

- Junho 2009

- Maio 2009

- Abril 2009

- Março 2009

- Fevereiro 2009

- Janeiro 2009

- Dezembro 2008

- Novembro 2008

- Outubro 2008

- Setembro 2008

- Agosto 2008

- Julho 2008

- Junho 2008

- Maio 2008

- Abril 2008

- Março 2008

- Fevereiro 2008

- Janeiro 2008

- Dezembro 2007

- Novembro 2007

- Outubro 2007

- Setembro 2007

- Agosto 2007

- Julho 2007

- Junho 2007

- Maio 2007

- Abril 2007

- Março 2007

- Fevereiro 2007

- Janeiro 2007

- Dezembro 2006

- Novembro 2006

- Outubro 2006

- Setembro 2006

- Agosto 2006

- Julho 2006

- Junho 2006

- Maio 2006

- Links

- subscrever feeds