Sexta-feira, 12 de Maio de 2006

A ABSCÔNDITA

A Abscôndita, que teve segunda edição, provocou celeuma dentro da Companhia de Jesus e com certeza também fora dela. Chegou-se por fim à conclusão de que o ilustre Pe. Dr. José de Oliveira Dias, tão culto, autor dum livro tão notável como os Elementos de Arte Concionatória, que viu na sua dirigida uma autêntica mística, estava enganado. A celeuma teve certamente o seu ponto mais alto bem entrada a década de 40, coincidindo portanto com a data do afastamento do Pe. Mariano Pinho de Balasar. O descrédito que caiu sobre a Irmã Inês, conhecida por Abscôndita, terá significado, para os jovens seminaristas bracarenses do tempo, também o descrédito da Alexandrina. Se a Abscôndita fora um erro de avaliação, e da parte dum homem tão notável, a Alexandrina também o era. Como o Pe. Pinho era amigo muito chegado do Pe. José de Oliveira Dias – e como ambos foram enviados para o Brasil – na imaginação das pessoas que só um pouco de fora terão ouvido falar do assunto, associaram-se de tal modo as duas figuras que até se atribuía a autoria da Abscôndita ao director da Alexandrina… (lá para 40 anos depois dos acontecimentos, encontrei pelo menos três sacerdotes que assim pensavam).

Os seminaristas de então foram levados naturalmente a desinteressar-se da Doente do Calvário – o que de facto aconteceu. E não se esqueça que a atitude do Arcebispo do tempo, D. Bento Martins Júnior, face à Beata de Balasar, era então muito mais de rejeição que de aceitação.

 

PS

Para o Afonso Rocha

Embora lhe vá enviar um e-mail com mais pormenores, posso-lhe dizer já que não será fácil conseguir um exemplar da Abscôndita. No tempo a que me refiro em cima, consegui um para Balasar e, se não erro, fiz também uma fotocópia. Seja como for, à parte a curiosidade natural, o caso deve ser considerado como encerrado.

Um abraço.

José Ferreira

Publicado por Alexandrina de Balasar às 10:07

link da mensagem | Comentar | Adicionar aos favoritos

- Pesquisar neste blog

 

- Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
19
21
22
23
24
26
27
28

- Mensagens recentes

- A ICONOGRAFIA DE CRISTO N...

- TRADUÇÃO PARA CHECO

- MAIS VÍTIMAS DA REPÚBLICA...

- RECENSÃO SOBRE O OPÚSCULO...

- A EDIÇÃO AMERICANA DO OPÚ...

- VÍTIMAS DA REPÚBLICA NA P...

- ICONOGRAFIA DE CRISTO

- OS PAÍSES QUE ESTÃO NO TO...

- O PÁROCO DA ALEXANDRINA N...

- RESPEITO DA ALEXANDRINA P...

- Arquivos

- Fevereiro 2010

- Janeiro 2010

- Dezembro 2009

- Novembro 2009

- Outubro 2009

- Setembro 2009

- Agosto 2009

- Julho 2009

- Junho 2009

- Maio 2009

- Abril 2009

- Março 2009

- Fevereiro 2009

- Janeiro 2009

- Dezembro 2008

- Novembro 2008

- Outubro 2008

- Setembro 2008

- Agosto 2008

- Julho 2008

- Junho 2008

- Maio 2008

- Abril 2008

- Março 2008

- Fevereiro 2008

- Janeiro 2008

- Dezembro 2007

- Novembro 2007

- Outubro 2007

- Setembro 2007

- Agosto 2007

- Julho 2007

- Junho 2007

- Maio 2007

- Abril 2007

- Março 2007

- Fevereiro 2007

- Janeiro 2007

- Dezembro 2006

- Novembro 2006

- Outubro 2006

- Setembro 2006

- Agosto 2006

- Julho 2006

- Junho 2006

- Maio 2006

- Links

- subscrever feeds