Sexta-feira, 6 de Outubro de 2006

PELA VERDADE – 3

 

RASGA MEUS VERSOS…

 

Hoje a Literatura é para muitos, parece, uma espécie de substituto da Religião. Os escritores tornaram-se como que os santos desta nova  idolatria; para a canonização basta conseguirem algum sucesso. Não importa a que preço moral, porque as pessoas já se habituaram a prescindir disso – que é o fundamental, até para uma arte digna desse nome.

O meu apreço por Bocage nunca foi muito grande, mas, naquele soneto que ele só ditou por já o não poder escrever e que começa «Já Bocage não sou…», faz um apelo à juventude que muitos leitores e escritores deviam ouvir hoje com atenção: «Rasga meus versos, crê a eternidade!»

A gente imagina que ele estivesse a pensar nos seus escritos mais obscenos, mas há por aí muita página e muito espectáculo de mau gosto, indigno de vir ao público.

Para tudo isso, vale o apelo: «rasga», não leias, que, se ninguém o ler, a moda passa!

Veja-se o soneto de Bocage:

 

Já Bocage não sou, à cova escura

Meu estro vai parar desfeito em vento.

Eu aos céus ultrajei, o meu tormento

Leve torne sempre a terra dura.

 

Conheço agora já quão vã figura

Em prosa e verso fez meu louco intento.

Musa, tivera algum merecimento

Se um raio da razão seguisse pura!

 

Eu me arrependo: língua quase fria

Brade em alto pregão à mocidade

Que atrás do som fantástico corria:

 

Outro Aretino fui!... A santidade

Manchei!... Oh, se me creste, gente impia,

Rasga meus versos, crê na eternidade!

Publicado por Alexandrina de Balasar às 18:12

link da mensagem | Comentar | Adicionar aos favoritos

- Pesquisar neste blog

 

- Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
19
21
22
23
24
26
27
28

- Mensagens recentes

- A ICONOGRAFIA DE CRISTO N...

- TRADUÇÃO PARA CHECO

- MAIS VÍTIMAS DA REPÚBLICA...

- RECENSÃO SOBRE O OPÚSCULO...

- A EDIÇÃO AMERICANA DO OPÚ...

- VÍTIMAS DA REPÚBLICA NA P...

- ICONOGRAFIA DE CRISTO

- OS PAÍSES QUE ESTÃO NO TO...

- O PÁROCO DA ALEXANDRINA N...

- RESPEITO DA ALEXANDRINA P...

- Arquivos

- Fevereiro 2010

- Janeiro 2010

- Dezembro 2009

- Novembro 2009

- Outubro 2009

- Setembro 2009

- Agosto 2009

- Julho 2009

- Junho 2009

- Maio 2009

- Abril 2009

- Março 2009

- Fevereiro 2009

- Janeiro 2009

- Dezembro 2008

- Novembro 2008

- Outubro 2008

- Setembro 2008

- Agosto 2008

- Julho 2008

- Junho 2008

- Maio 2008

- Abril 2008

- Março 2008

- Fevereiro 2008

- Janeiro 2008

- Dezembro 2007

- Novembro 2007

- Outubro 2007

- Setembro 2007

- Agosto 2007

- Julho 2007

- Junho 2007

- Maio 2007

- Abril 2007

- Março 2007

- Fevereiro 2007

- Janeiro 2007

- Dezembro 2006

- Novembro 2006

- Outubro 2006

- Setembro 2006

- Agosto 2006

- Julho 2006

- Junho 2006

- Maio 2006

- Links

- subscrever feeds